Cinco dicas para o ajudar a investir a longo prazo

3 min para ler 8 fev 22

Resumo: Na M&G acreditamos piamente no investimento a longo prazo. Consideramos que a adoção de uma abordagem a longo prazo, ignorando as subidas e descidas diárias dos mercados, pode ajudá-lo a concretizar os seus objetivos financeiros. Aqui ficam algumas dicas para o ajudar a decidir se é a abordagem certa para si.

Queira por favor consultar o glossário para uma explicação sobre os termos de investimento utilizados ao longo deste artigo.

1. Defina os seus objetivos

Antes de investir, é importante que esteja ciente dos seus objetivos, do horizonte de investimento e do risco que está disposto a assumir. Em geral, quanto maior o risco, maior o potencial retorno. Contudo, os investimentos mais arriscados também podem significar maiores perdas.

Além disso, deve conseguir responder a outras duas questões importantes:

  1. Dispõe de quanto tempo para deixar os seus investimentos crescerem?
  2. Quanto dinheiro gostaria de ter no final do seu período de investimento?

Depois de responder a estas perguntas, terá de decidir onde investir o seu dinheiro. De uma forma geral, quanto maior for o horizonte de investimento, maior a probabilidade de gerar melhores retornos. Isto porque, no curto prazo, os mercados podem subir e descer. Tal acontece devido a vários fatores incluindo, notícias na imprensa, acontecimentos políticos ou porque os investidores ansiosos e começam a cortar e mudar os seus investimentos.

O valor dos ativos de um fundo pode diminuir e aumentar, o que fará com que o valor do investimento desça e suba, pelo que o investidor poderá receber menos do que inicialmente investiu.

2. Distribua os seus investimentos

Se mantiver todas as suas poupanças em investimentos semelhantes, poderá estar a expor o seu dinheiro a um risco demasiado grande ou a desperdiçar a oportunidade de obter potenciais retornos noutros investimentos. Por norma, é preferível diversificar, ou seja, distribuir os seus investimentos por um conjunto de diferentes ativos, como ações de uma empresa, obrigações e imóveis. Dito isto, não há qualquer garantia de um retorno positivo e nem a distribuição do seu investimento irá eliminar todos os riscos associados ao mesmo.

Ao investir numa combinação de ativos significa que não tem “todos os ovos no mesmo cesto”. É provável que os tipos de ativos registem bons desempenhos em diferentes momentos no tempo e numa grande variedade de condições de mercado, subindo ou descendo a diferentes ritmos. Como tal, ao investir numa boa combinação de ativos, o seu investimento, como um todo, poderá ser mais estável ao longo do tempo, podendo assim gerar retornos mais constantes a longo prazo.

Além disso, acreditamos que é importante apostar na diversificação dentro de cada tipo de investimento. Por exemplo, no mercado bolsista tal implica deter uma carteira de títulos de diferentes classes, regiões, empresas e setores.

3. Evite temporizar o mercado

Investir de uma só vez numa determinada ação ou obrigação pode ser extremamente vantajoso se acertar no momento certo, mas isso é bastante difícil na prática.

Quando as condições de mercado são incertas, poderá ser complicado saber qual o melhor rumo a seguir. Poderá ser tentador vender os investimentos existentes ou adiar novos investimentos até que haja menos turbulência nos mercados e os preços estejam baixos.

Poderá sentir-se tentado a “temporizar o mercado”, ou seja, meter e tirar dinheiro do seu investimento para tentar beneficiar do bom desempenho e evitar o mau desempenho. Na realidade, esta estratégia é extremamente arriscada dado que tem de acertar não apenas uma vez, mas sim duas – primeiro no momento da venda e, depois, aquando da recompra. Até os investidores mais experientes consideram que isto é difícil.

Em tempos de incerteza, as emoções podem facilmente sobrepor-se a decisões criteriosas de investimento. Assim, é melhor manter-se concentrado nos seus objetivos de investimento a longo prazo e não se deixar distrair por notícias no curto prazo ou picos e quedas do mercado. Pense no investimento como uma maratona e não um sprint.

4. Pondere a possibilidade de investir regularmente

Investir a intervalos de tempo regulares pode ser uma boa forma de ajudar a atenuar as subidas e descidas do mercado. Como já referimos, acertar no momento certo para entrar ou sair do mercado pode ser extremamente difícil – corre o risco de investir quando o mercado está em alta e de sair quando está em baixa, assim perdendo dinheiro. 

Ao investir regularmente – seja comprando títulos e ações diretamente, seja reforçando os seus investimentos num fundo – participa naquilo que é conhecido como a “pound-cost averaging”.

Trata-se da prática de investir uma quantia fixa de dinheiro a intervalos regulares, por exemplo, todos os meses, independentemente das subidas e descidas do mercado. Quando o preço do investimento desce, obtém mais com o seu dinheiro, o que pode reduzir o custo médio de cada unidade na qual investiu. E, obviamente, quanto menor o custo de investimento, maior a taxa de retorno potencial.

5. Não perca de vista os seus investimentos

Vale sempre a pena passar em revista os seus investimentos, pelo menos, uma vez por ano, para garantir que ainda refletem o seu plano original ou que estão em linha com novos planos que possa ter.

Ao longo do tempo, determinados acontecimentos podem provocar mudanças no mercado e os seus investimentos poderão não apresentar o desempenho esperado. Quando tal acontece, convém dar uma vista de olhos aos seus investimentos para que possa fazer as alterações necessárias e, assim, manter os investimentos alinhados com os seus objetivos originais.

Informação Importante

O valor dos ativos de um fundo pode diminuir e aumentar, o que fará com que o valor do investimento desça e suba, pelo que o investidor poderá receber menos do que inicialmente investiu.

As opiniões expressas neste documento não devem ser consideradas como sendo uma recomendação, conselho ou previsão. Não nos é possível dar conselhos financeiros. Caso tenha qualquer dúvida sobre a adequação do seu investimento, deverá falar com o seu consultor financeiro.

Esta informação não é uma oferta nem uma solicitação de uma oferta para a aquisição de um investimento em acções em nenhum dos Fundos aqui referidos. As Aquisições de um Fundo deverão ter por base o Prospecto actual. O Acto de Constituição, Prospecto, Informações Fundamentais destinadas aos Investidores, Relatório de Investimento e Demonstrações Financeiras, estão disponíveis gratuitamente na M&G International Investments S.A.  

Antes de subscreverem títulos, os investidores devem ler o Prospeto, que inclui uma descrição dos riscos de investimento relativos a estes fundos. 

Esta divulgação financeira é publicada pela M&G International Investments S.A. Sede: 16, boulevard Royal, L2449, Luxembourg. A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários, (a “CMVM”) recebeu a notificação do passaporte, nos termos da Directiva 2009/65/CE do Parlamento Europeu e do Conselho e do Regulamento da Comissão (EU) 584/2010, permitindo que o fundo seja distribuído ao público em Portugal.  

Por M&G Investments

Noticias relacionadas